Aqui está o que você deve dar dicas aos trabalhadores Uber, DoorDash e Instacart

Cinco por cento? Dez? Vinte? À medida que mais passeios, comida e outras coisas vêm de aplicativos, qual é uma recompensa justa para os humanos por trás da tecnologia?

Aqui está o que você deve dar dicas aos trabalhadores Uber, DoorDash e Instacart

A tecnologia de hoje é baseada nas pessoas. Você pode solicitar um produto online, mas os humanos precisam embalá-lo, despachá-lo e entregá-lo a você. E enquanto Uber e Lyft sonham com carros autônomos, parece que os humanos o conduzirão em um futuro próximo. Além da interface técnica, a economia do gig pouco difere das indústrias de serviços tradicionais de taxistas, entregadores, garçons e entregadores de lojas.



Portanto, as mesmas regras de gorjeta devem ser aplicadas?

Esta semana, os motoristas do serviço de entrega de mantimentos Instacart fizeram uma greve para exigir não melhores salários, mas melhores gorjetas. O aplicativo atualmente estimula os clientes com uma gorjeta padrão de 5% (ou US $ 2, o que for mais alto). Os trabalhadores autônomos da Instacart exigem um aumento de 10%.



google nest mini 2020 grátis

Eles e os trabalhadores de muitas outras empresas de shows reclamam da queda constante dos salários, o que torna as gorjetas mais importantes para seus resultados financeiros. A esperança é que um valor padrão mais alto possa fornecer um empurrãozinho importante para os clientes, que estão navegando em um setor relativamente novo sem normas estabelecidas. Definitivamente, não há etiqueta de gorjeta [na economia do gig] como há com restaurantes ou mesmo cafeterias, diz o trabalhador de show Harry Campbell, que dirige The Rideshare Guy Blog .



Nem há consistência entre os clientes, diz Jake Kronborg, um trabalhador de gig que cobre a indústria de o canal dele no YouTube . Já vi clientes acostumados a dar gorjetas: eles dão gorjetas de 10% a 25% em média, diz ele. Isso representa cerca de metade dos clientes que ele encontra dirigindo para vários serviços. Mas há muitas pessoas que não estão dando gorjeta.


Relacionado: Os terríveis gorjetas estão piorando ainda mais os trabalhos de entrega mal pagos


As gorjetas podem ser afetadas não apenas pela falta de diretrizes estabelecidas, mas também pelos clientes que se recuperam do choque de adesivos, uma vez que percebem como os serviços podem ser caros. As taxas de entrega de burrito, por exemplo, podem custar mais do que a comida em si.



Os motoristas da Instacart (conhecidos como compradores) listaram as taxas de entrega em suas reclamações em um carta aberta ao CEO da empresa . A gorjeta padrão era de 10% há alguns anos, dizem eles. Então a Instacart introduziu uma taxa de serviço, que hoje é de 5% e vai para a empresa, enquanto a gorjeta padrão foi reduzida pela metade.

É muito para se esperar que os clientes entendam e levem em consideração ao tomar decisões sobre dicas. Acho que é fácil para os clientes dizerem: 'Já estou pagando uma taxa de entrega. Suponho que o motorista receberá um pouco disso e não a gorjeta, & apos; Campbell diz. Eu acho que muitos deles, eles sabem que [deveriam dar uma gorjeta] no fundo do coração, mas eles vêm com uma desculpa para não fazer isso.

A controvérsia das gorjetas tem sido maior no serviço de entrega de comida DoorDash (que recentemente comprou a Caviar). Até setembro, a empresa usava gorjetas para subsidiar pesadamente os pagamentos dos motoristas, às vezes chegando a US $ 1 se a gorjeta fosse suficientemente alta.

presidente da china winnie the pooh



Curvando-se a meses de pressão, a empresa introduziu uma série de pagamentos mínimos que faria independentemente das gorjetas. Esses mínimos agora começam em $ 2, em vez de $ 1, e vão até $ 10. Os clientes normalmente dão gorjeta entre US $ 0 e US $ 5, diz Alex, motorista de DoorDash no Arizona, que pediu que não publicássemos seu sobrenome por medo de retaliação. Tarefas pagando na extremidade inferior da escala simplesmente não fazem sentido aceitar sem gorjetas.

Portanto, as gorjetas são uma grande porcentagem. Eu diria que dois terços ou mais de nossa receita, diz Kronborg. Podemos fazer cerca de três entregas por hora. Então, com o salário base de $ 2, vamos ganhar $ 6 por hora e estamos usando nossos veículos.

O GrubHub tem uma gorjeta padrão recomendada de cerca de 20% a 25%.

GrubHub, que tem enfrentado dificuldades financeiras, atualizou seu modelo de pagamento este ano para ser com base no tempo e na milhagem . Kronborg olhou para a implementação inicial e encontrou muitos pagamentos da empresa de $ 3 ou menos. (Outro motorista relata ver muitos pagamentos em torno de US $ 3, mas outros que são muito mais altos.) A dica sugerida pelo GrubHub para os clientes geralmente varia de 20% a 25%, diz a empresa, com base no valor total do pedido.

criador do sigilo do jogo dos tronos

Enquanto isso, os funcionários da Instacart costumam receber ofertas de US $ 7, que exigem que os clientes escolham e entreguem dezenas de produtos. Se você dá uma gorjeta de US $ 5 a alguém para pegar e entregar uma pizza, diz a compradora da Instacart Sandra Wiggins, por que você sugeriria uma gorjeta de US $ 2 para alguém não apenas pegar e entregar seus mantimentos, mas também gastar tempo para encontrar os itens e verificar na loja? (Wiggins começou recentemente a dirigir com o GrubHub, que ela diz que paga muito melhor, em geral, graças às dicas.)

E, como contratados independentes, os trabalhadores do show também precisam absorver despesas que os funcionários não teriam, incluindo gás, seguro e impostos mais altos sobre a folha de pagamento.

A situação pode mudar na Califórnia, que acaba de aprovar uma lei que forçaria as empresas de show a transformar muitos contratados em funcionários, sujeitos à lei do salário mínimo e outras proteções. As empresas estão mobilizando suas equipes jurídicas para justificar por que a lei não se aplica a elas. DoorDash, Instacart, Lyft e Uber também estão apoiando uma iniciativa de votação para isentá-los da lei em troca de concessões, incluindo um salário mínimo por hora garantido.

O melhor cenário para trabalhadores de show? Alguns obtêm salários e benefícios confiáveis ​​na Califórnia, mas não na maioria dos outros lugares.

Quanto você deve dar gorjeta?

É compreensível que os clientes fiquem perplexos com a necessidade de grandes gorjetas para complementar os baixos salários em serviços baseados em aplicativos. Mas há um motivo totalmente egoísta para dar uma boa gorjeta - é mais provável que você receba seu pedido a tempo. Vemos o valor em dólares desses pedidos, diz Kronborg. Portanto, a gorjeta ajuda a garantir que a entrega seja coletada e entregue.

Definir uma dica padrão no aplicativo Lyft.

As expectativas das gorjetas variam dependendo do tipo de serviço, com o compartilhamento de caronas sendo o mais baixo, diz Campbell. Os motoristas adoram uma gorjeta, mas a grande maioria não espera receber uma gorjeta, diz ele. Os motoristas de viagens compartilhadas fazem seus cálculos com base mais nos incentivos das empresas, como aumentos salariais em tempos de alta demanda, diz ele.

Isso é uma coisa boa, já que as dicas são muito raras, de acordo com uma análise de 40 milhões de viagens de Uber pela organização sem fins lucrativos National Bureau of Economic Research (NBER). UMA novo papel de trabalho descobriram que apenas cerca de 16% das viagens do Uber eram inclinadas. Além disso, 60% das pessoas nunca deram gorjeta, e apenas 1% sempre deu gorjeta, durante as quatro semanas de coleta de dados.

Ainda assim, os motoristas avaliam seus clientes, então, novamente, há um motivo egoísta para pagar alguns dólares. O aplicativo de Lyft, por exemplo, permite que os usuários definam uma dica padrão a ser aplicada a cada vez. Ele oferece a escolha de porcentagens: 0%, 10%, 15% ou 20%. Ou os usuários podem definir uma quantia em dólares: $ 0, $ 1, $ 2 ou uma gorjeta personalizada.

Kronborg recomenda dar gorjetas aos motoristas com base na quantidade de tempo, e não na quilometragem, uma vez que o congestionamento ou pedir ao motorista para fazer uma parada no caminho vai consumir seu tempo.

nancy pelosi foda-se palmas

Mas também há muito mais fatores a serem considerados do que para uma entrega, como a limpeza do carro (ou a falta dela) e a qualidade da direção. Se for um passeio de 10 minutos, [gorjeta] dois dólares. E novamente depende da experiência da pessoa, diz ele. Se não for muito bom, você pode dar uma gorjeta de zero ou US $ 1. Se fosse excelente, você poderia dar uma gorjeta de US $ 5.

De acordo com o estudo do NBER, os motoristas do Uber com classificação de cinco estrelas recebem gorjetas quase 50% mais frequentes do que aqueles com 4,75.

Conforme mencionado, os motoristas de entrega de serviços como GrubHub, Instacart, Postmates ou UberEats tendem a confiar mais em dicas. Parece que os clientes tendem a dar gorjetas na faixa de 10% a 15% na entrega, o que eu acho razoável, diz Campbell. Quando você tem um serviço excepcional, até 20%.

transmissão ao vivo da véspera de ano novo do times square

A maio pesquisa A empresa de serviços de alimentação U.S. Foods descobriu que US $ 4 parece ser a gorjeta média dos clientes pelos serviços de entrega de comida.

E se o serviço for péssimo, como comida amassada ou mantimentos perdidos? A maioria dos aplicativos permite que você altere uma dica após o fato.

Kronborg recomenda começar com uma gorjeta de 10% para entregadores no aplicativo. Isso é o suficiente para incentivá-los a assumir a tarefa. Você pode adicionar mais por um excelente trabalho, o que os motoristas gostam de receber em dinheiro, diz Kronborg. Faz diferença, especialmente para empresas de entrega que ainda usam dicas para subsidiar o pagamento - a Amazon sendo a mais proeminente. Eles não veem as dicas dadas em dinheiro, em vez de no aplicativo, então precisam investir mais de seu próprio dinheiro para fazer os pagamentos mínimos que garantem aos trabalhadores.

Kronborg recomenda as maiores dicas para serviços de entrega de mantimentos como Instacart, DoorDash e Shipt de propriedade do alvo, uma vez que cada trabalho normalmente envolve muito estresse e aborrecimento extra. Os compradores precisam navegar em lojas lotadas, por exemplo, e se comunicar com os clientes sobre as substituições se os itens solicitados estiverem fora de estoque. Depois, há as filas de checkout. É demais para Kronborg, que prefere entregas rápidas de refeições como o GrubHub.

Simplesmente não sou fã de compras de supermercado, diz Kronborg. Eu fico ansioso ao ir ao supermercado e fazer isso.

Dada sua aversão à entrega de alimentos, Kronborg diz que está feliz em pagar até 25% de gorjeta por um serviço excelente. Mas, como mostra a recente greve da Instacart, até 10% são bem-vindos.