O Senado vota 50-48 para confirmar Brett Kavanaugh na Suprema Corte

A votação correu praticamente conforme o esperado.

O Senado vota 50-48 para confirmar Brett Kavanaugh na Suprema Corte

Atualizado sábado, 16h15. ET



Como esperado, o Senado votou 50-48 para confirmar o juiz Brett M. Kavanaugh à Suprema Corte dos Estados Unidos . A votação seguiu as linhas do partido, exceto para Joe Manchin (D-West Virginia), que votou sim, e Lisa Murkowski (R-Alaska), que votou presente em vez de não como um favor para Steve Daines (R-Montana). Daines, que estava fora da cidade no casamento da filha, teria votado sim.

Postagem original:



Depois de uma votação processual controversa 51-49 ontem, o Senado realizará uma votação final nesta tarde sobre a confirmação de Brett M. Kavanaugh para a Suprema Corte dos Estados Unidos.

como curar meu curto espaço de atenção



Salvo surpresas inesperadas, a confirmação de Kavanaugh está praticamente garantida depois que dois senadores que estavam em cima do muro - Susan Collins (R-Maine) e Joe Manchin (D-West Virginia) - disseram ontem que votariam sim, apesar das alegações de agressão sexual contra Kavanaugh, e apesar das questões sobre seu temperamento e parcialidade que surgiram após seu testemunho no mês passado.

Outro rodada de protestos foram planejados para hoje perto do Hart Senate Office Building em Washington, D.C., enquanto os ativistas fazem um último esforço para convencer os senadores de que Kavanaugh não é adequado para a bancada.

Espera-se que os senadores comecem a votar por volta das 17h00. ET hoje, embora possa começar mais cedo. PBS NewsHour transmitirá ao vivo a votação do plenário do Senado. Você pode assistir aqui ou através do vídeo incorporado abaixo.